• 11 4312-9162
  • 11 98760-0817
Categorias

5 sinais de disfunção sexual em mulheres

08/02/2019
  • Descubra como tratar problemas como secura vaginal e baixa libido para ter uma vida sexual feliz e saudável.

    A disfunção sexual - que inclui problemas com desejo, excitação, orgasmo e resolução - é comum em mulheres e homens. De fato, 43% das mulheres e 31% dos homens relatam algum grau de disfunção sexual, de acordo com a
    OMS .

    E, embora ambos os sexos possam lidar com as questões durante a relação sexual, muitas vezes é mais fácil identificar o problema nos homens. Além disso, ?os problemas sexuais masculinos? tornaram-se socialmente mais populares do que a disfunção sexual feminina.

    Se você é mulher, e está lidando com problemas sexuais entre 4 paredes, é crucial conversar com seu médico, já que os problemas sexuais podem ser um sinal de que algo está acontecendo com sua saúde. Leia mais para saber sobre cinco problemas sexuais comuns em mulheres - e o que você pode fazer para resolvê-los.

    1. Secura Vaginal
    Por que está acontecendo: O ressecamento vaginal pode resultar de alterações hormonais que ocorrem durante a amamentação ou a menopausa. De fato, vários estudos com mulheres na pós-menopausa, comprova que metade das mulheres nesta condição apresentam secura vaginal.

    O que você pode fazer: Utilize um lubrificante íntimo antes e durante a relação sexual, como o Gel Feminino Lubrificante Aumenta a Libido Liberté - Nicole Puzzi ou Lubrificante Íntimo K-Med - Super Vicoso. Considere também o uso de um hidratante íntimo como o Gel Hidratante Toque Me (Hot Flowers). Ambos (lubrificantes e hidratantes) podem ser usados juntos. Use lubrificantes em toda relação sexual e hidratantes para manutenção e bem estar íntimo. Se você sente que o seu corpo precisa de um pouco mais de ajuda, ou apresenta
    desconforto persistente, procure um médico, afim de aliviar o ressecamento e a dor atribuída à menopausa.

    2. Baixo Desejo
    Por que está acontecendo: com o declínio dos hormônios nos anos que antecedem a menopausa, sua libido também pode baixar drasticamente. Mas o baixo desejo não é apenas um problema para as mulheres mais velhas: metade das mulheres com idades entre 30 e 50 anos também sofrem com a falta de luxúria, de acordo com o Conselho Nacional de Ginecologia. Baixa libido pode resultar de uma série de problemas, incluindo problemas médicos como diabetes e pressão arterial baixa, e problemas psicológicos como depressão ou simplesmente ser infeliz em seu relacionamento. Certos medicamentos, como antidepressivos, também podem ser assassinos da libido, assim como contraceptivos hormonais.

    O que você pode fazer: Não há uma solução única para aumentar a libido, então converse com seu médico, que pode ajudá-lo a chegar à raiz do problema. Se a questão for emocional ou psicológica, eles podem recomendar que você consulte um terapeuta. Um terapeuta tradicional ou sexual pode ajudar os casais a evoluir de ter os mesmos padrões de conversação, hábitos de vida e hábitos sexuais para ter um relacionamento sexual que seja gratificante, revigorante e romântico.

    3. Sexo doloroso
    Por que está acontecendo: até 30% das mulheres relatam dor durante o sexo, de acordo com um estudo publicado em abril de 2015 no The Journal of Sexual Medicine . A dor pode ser causada por secura vaginal, ou pode ser uma indicação de um problema médico, como cistos ovarianos ou endometriose. O sexo doloroso também pode estar relacionado ao vaginismo, uma condição na qual a vagina aperta involuntariamente quando penetrada.

    O que você pode fazer: Fale com seu médico para descartar problemas médicos, como cistos ovarianos, endometriose ou vaginismo. Se esses não são o problema, o médico pode recomendar fisioterapia do assoalho pélvico, medicação ou cirurgia para tratar a causa da dor. É importante entender que o primeiro tratamento nem sempre funciona e, às vezes, várias tentativas de tratamento são necessárias antes de se obter sucesso.

    4. Problemas de excitação
    Por que está acontecendo: A incapacidade de ficar excitada pode ser devido a várias razões, como ansiedade ou estímulo inadequado (talvez você precise de mais preliminares). Se você sentir secura ou dor durante o sexo, também pode ser mais difícil ficar excitada. Alterações hormonais devido à menopausa ou problemas sexuais de um parceiro (como disfunção erétil ou ejaculação precoce) também podem tornar mais difícil entrar no clima.

    O que você pode fazer: Fale com seu médico para identificar o motivo subjacente pelo qual você não consegue ficar excitada. Ele pode ajudar você a se conectar com a forma
    correta de tratamento para corrigir o problema, seja buscando tratamento sexual, medicação (como hormônios) ou tratamento para o problema do parceiro.

    5. Problemas para alcançar o orgasmo
    Por que está acontecendo: Cerca de 5% das mulheres no mundo quando atingem a perimenopausa têm problemas para alcançar o orgasmo. Além de alterações hormonais, a incapacidade de atingir o orgasmo também pode ser devido à ansiedade, preliminares insuficientes, certos medicamentos e doenças crônicas.

    O que você pode fazer: Assim como outras formas de disfunção sexual, é essencial conversar com seu médico sobre o problema subjacente antes de tentar tratá-lo. Enquanto isso, preste atenção às suas sensações corporais conforme a excitação acontece. Atentar-se ao sexo e filtrar pensamentos pode facilitar a realização do orgasmo. Também pode ser útil adicionar um vibrador ao seu repertório sexual.

    Principais conclusões
    * A disfunção sexual feminina é comum, afetando quase metade de todas as mulheres no mundo em algum momento durante sua vida sexual;
    * Se você acha que sofre de disfunção sexual, consulte o seu médico para descartar quaisquer condições médicas subjacentes;
    * Produtos vendidos sem receita, como lubrificantes e vibradores, podem ajudar a tratar a disfunção sexual.

Compartilhe

Estamos ocupados atualizando nossa loja para você e voltaremos logo.

Whatsapp